O acordo de delação premiada e o limite de atuação do poder judiciário

  • Felipe Brüggemann Ministério Público de Santa Catarina
Palavras-chave: Delação premiada, Acordo de delação, Ministério Público, Formação de acordo, Limites na atuação do magistrado

Resumo

O presente artigo tem por objetivo verificar a concepção do instituto da delação premiada no ordenamento jurídico brasileiro, realizando um apanhado da evolução legislativa até o momento atual. No decorrer do trabalho, busca-se dirimir algumas discussões doutrinárias e jurisprudenciais, em especial, quanto ao limite de atuação do juiz na homologação e na análise do acordo de delação.

Referências

BITENCOURT, Cezar Roberto; BUSATO, Paulo César. Comentários à lei de organização criminosa: Lei n. 12.850/2013. São Paulo: Saraiva, 2014.

BRASIL. Lei n. 8.072, de 27 de julho de 1990. Dispõe sobre os crimes hediondos. Disponível em: . Acesso em: 4 de fev. 2018.

BRASIL. Lei n. 12.850, de 2 de agosto de 2013. Dispõe sobre organização criminosa e dispõe sobre a investigação criminal, os meios de obtenção da prova, infrações penais correlatas e o procedimento criminal; altera o Decreto-Lei no 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal); revoga a Lei no 9.034, de 3 de maio de 1995; e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 4 fev. 2018.

BRASIL. Lei n. 11.343, de 23 de agosto de 2006. Institui o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas - Sisnad; prescreve medidas para prevenção do uso indevido, atenção e reinserção social de usuários e dependentes de drogas; estabelece normas para repressão à produção não autorizada e ao tráfico ilícito de drogas; define crimes e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 4 fev. 2018.

BRASIL. Lei n. 9.034, de 3 de maio de 1995. Dispõe sobre a utilização dos meios operacionais para a prevenção e repressão de ações praticadas por organizações criminosas. Disponível em: . Acesso em: 4 fev. 2018.

BRASIL. Lei n. 9.807, de 13 de julho de 1999. Estabelece normas para a organização e a manutenção de programas especiais de proteção a vítimas e a testemunhas ameaçadas, institui o Programa Federal de Assistência a Vítimas e a Testemunhas Ameaçadas e dispõe sobre a proteção de acusados ou condenados que tenham voluntariamente prestado efetiva colaboração à investigação policial e ao processo criminal. Disponível em: . Acesso em: 4 fev. 2018.

BRASIL. Lei n. 9.613, de 3 de março de 1998. Dispõe sobre os crimes de "lavagem" ou ocultação de bens, direitos e valores; a prevenção da utilização do sistema financeiro para os ilícitos previstos nesta Lei; cria o Conselho de Controle de Atividades Financeiras - COAF, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 4 fev. 2018.

BRASIL. Lei n. 7.492, de 16 de junho de 1986. Define os crimes contra o sistema financeiro nacional, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 4 fev. 2018.

BRASIL. Lei n. 8.137, de 27 de dezembro de 1990. Define crimes contra a ordem tributária, econômica e contra as relações de consumo, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 4 fev. 2018.

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Habeas Corpus n. 127.483. Relator: Dias Toffoli. Tribunal Pleno. Brasília, DF. Julgamento: 27 ago. 2015. Publicado no DJE: 04 fev. 2016. Disponível em: . Acesso em: 17 jul. 2018. p. 13-14

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Habeas Corpus n. 90.688. Relator: Ricardo Lewandowski. 1ª Turma. Brasília, DF. Julgamento: 12 fev. 2008. Publicado no DJE: 25 abr. 2008. Disponível em: . Acesso em: 17 jul. 2018. p. 24

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Habeas Corpus n. 33.803/RJ. Impetrante: Franklin Charles Dore Júnior. Impetrado: Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Relator. Min. Félix Fischer. Brasília, DF, 15 de junho de 2004. Disponível em: . Acesso em: 17 de jul. 2018.

CABETTE, Eduardo Luiz Santos; NAHUR, Marcius Tadeu Maciel. Criminalidade organizada e globalização desorganizada: curso completo de acordo com a Lei 12.850/13. Rio de Janeiro: Freitas Bastos, 2014.

FONSECA, Cibele Benevides Guedes. Colaboração premiada. Belo Horizonte: Del Rey, 2017.

MASSON, Cleber; MARÇAL, Vinícius. Crime organizado. 3. ed. rev., atual. e ampl. Rio de Janeiro: Forense; São Paulo: Método, 2017.

SANTOS, Marcos Paulo Dutra. Colaboração (Delação) premiada. Salvador: JusPodivm, 2016.

SILVA JÚNIOR, Walter Nunes da. Curso de direito processual penal: teoria (constitucional) do processo penal. 2. ed. Natal: OWL Editora Jurídica, 2015.

ZANELLA, Everton Luiz. Infiltração de agentes e o combate ao crime organizado: análise do mecanismo probatório sob o enfoque da eficiência e do garantismo. Curitiba: Juruá, 2016.
Publicado
2020-12-03
Como Citar
BRÜGGEMANN, F. O acordo de delação premiada e o limite de atuação do poder judiciário. Atuação: Revista Jurídica do Ministério Público Catarinense, v. 15, n. 33, p. 82-100, 3 dez. 2020.
Seção
Artigos